1 2 3 4

Jovem morre em acidente de trânsito na RO-010 em Rolim de Moura

Postado por willian monteiro 21 de setembro de 2014

2009201410074600000027820092014100747000000945

Logo pela madrugada deste sábado (20) por volta das 04h40 um motociclista perdeu a vida em um grave acidente de trânsito e com o forte impacto no momento da colisão a vítima teve braço e perna dilacerados e arremessados há alguns metros do corpo. Um dos membros inclusive, foi encontrado dentro do outro veículo envolvido no acidente.

O acidente ocorreu na RO-010 próximo à linha 192 e segundo a polícia a vítima trafegava em uma motocicleta CG Titan 150 vindo de Rolim de Moura sentido à Nova Estrela quando se chocou violentamente com um veículo Fiat Strada que seguia no sentido oposto.

Segundo informações de um dos ocupantes da Picape Strada que sofreu apenas leves ferimentos, o veículo era ocupado por três pessoas e estavam vindo da cidade de Cacoal ao município de Rolim de Moura quando avistou o motociclista vindo na contramão de direção. Disse ainda que o motorista tentou desviar para a outra pista, porém não deu tempo e infelizmente resultou nesta tragédia.

O corpo de Bombeiros foi acionado e uma Unidade de Resgate foi até o local para prestar atendimentos pré-hospitalares a uma mulher, a qual era ocupante da caminhonete e estava com um corte na face. A mulher identificada como Taisi da Silva Rodrigues foi encaminhada ao Hospital Municipal para cuidados médicos.

Uma Radio Patrulha da Polícia Militar e uma equipe da Perícia Criminal compareceram no local para realizar os trabalhos de praxe. Após ser feita a perícia, o corpo da vítima foi liberado a uma funerária de plantão.

A vítima foi identificada como Marcos Alves da Silva de 28 anos e segundo informações residia na linha 192 lado norte. Marcos era casado e deixa 02 filhos.

Postado por willian monteiro

http://www.rolnews.com.br/foto-noticias/20092014100747000000945.jpg


O Senador Ivo Cassol (PP) concedeu uma entrevista coletiva a imprensa na manhã desta sexta-feira (19) para falar sobre a rejeição de seus embargos declaratórios pelo Supremo Tribunal Federal na noite da última quinta-feira.
Ivo Cassol deverá começar a cumprir a sentença de 4 anos, 8 meses e 26 dias, pela acusação de favorecimento a empresas em licitações quando foi prefeito de Rolim de Moura, assim que a condenação for publicada no Diário Oficial.
Acompanhando o Senador na coletiva, estava presente a irmã de Cassol, Jaqueline, que não se manifestou sobre o fato e apenas acompanhou Ivo durante suas explanações.
O Senador do partido progressista disse que a sua condenação é injusta e afirmou que assim como grandes heróis políticos do passado, está pagando o preço por ter confrontado ações de corrupção em Rondônia.
Uma nota de esclarecimento assinada pelo próprio Ivo Cassol foi disponibilizada à imprensa logo após a coletiva. Confira:
Mensagem do Senador Ivo Cassol sobre a decisão do Supremo
Assim como foi a readmissão de dez mil servidores pais de família em dois mil e três, assim como foi o pedido de intervenção Federal em Rondônia em fevereiro de 2004, assim como foi a denúncia dos deputados no Fantástico e assim como foi a primeira reeleição de um governador em Rondônia em outubro de 2006. O 08 de agosto de 2013 e 19 de setembro de 2014, são datas para ficar na minha memória.
Isso sem contar na injustiça que fizeram com o Carlos Magno em 2006 e com a Jaqueline ano passado.
Reúno vocês aqui hoje para dar duas más e uma notícia. A primeira má notícia é porque o Supremo Julgou ontem a noite de maneira repentina meu processo em Brasília. Não acataram minha defesa dos embargos declaratórios. Mas vou continuar recorrendo. A Segunda má notícia não é para todos as pessoas, é somente para aquelas que pensam que Ivo Cassol foi combatido. Só fui ir para a televisão pedir voto para a Jaqueline que o cenário mudou. E a boa notícia é para a grande maioria do povo de Rondônia, o qual deixo aqui minha gratidão pelo reconhecimento que tem comigo nesta caminhada política deste ano. Continuo de pé firme ! Pois durmo tranquilo. Pois sei do que fiz e o que não podia fazer enquanto Prefeito de Rolim de Moura, enquanto governadora e senador.
É de conhecimento de todos que não prejudiquei a Prefeitura, não roubei, fiz as obras de qualidade. E isto ficou bem claro nas palavras da relatora do processo, Ministra Carmen Lúcia e Dias Tofli. Testemunhos estes que vocês acabaram de ver. Não quero aqui espernear a decisão da Justiça, quero apenas dizer ao povo de Rondônia que continuo destemido.
Continuarei defendo os interesses do povo. Lamento a velocidade que meus embargos foram julgados, foram oito meses contra oito anos dos mensaleiros, a facção mais perversa contra o Estado.
Porém, o que mais lamento é o sistema política que o Brasil possuiu. Sou vítima dos ressentidos, daqueles que fazem política sorrateira, daqueles que sorriam pela frente e apunha-la por trás. Sou vítima da minha forma autêntica de falar e agir. Não tenho meias verdade. Sou de dizer sim sim, ou não não. Não vou mudar minha forma de combater os desmandos e incompetência no serviço público.
Vou continuar trabalhando e pedindo votos para a minha Governadora Jaqueline Cassol, Carlos Magno de vice e Ivone Cassol para o senado.
Faço isso porque não dá para deixar Rondônia ser tratada com frouxidão, com desmandos, com o produtor rural não tendo apoio. Faça uma reflexão, faça uma retrospectiva de Rondônia antes do meu Governo, durante e após. O que fizeram? O que estão fazendo?
Finalizo dizendo a você que me assiste e ouve neste momento. Continue contanto com o Ivo Cassol. Continue tendo em Ivo Cassol o exemplo de político que honra o que promete.
Ore por mim. Reze por mim. Aqueles que admiram meu modo de trabalhar, peço que ajude a eleger a Jaqueline Cassol e a Ivone, é a maneira de agradecer o quanto tenho feito por Rondônia.
Muito Obrigado
Senador Ivo Cassol


A prefeita, Professora Sonia assinou nesta sexta-feira (19), a ordem de serviço para a sinalização horizontal e vertical de ruas no município de Jaru.
Que inclui a implantação de placas de regulamentação, advertência, indicativas e educativas, além da pintura de faixa de pedestres, principalmente em frente a escolas, igrejas entre outros locais com aglomeração de pessoas. O prazo para a execução da obra é de 180 dias.
Um investimento superior a R$ 850.000,00 (oitocentos e cinquenta mil reais), o recurso foi liberado através de convênio entre a prefeitura de Jaru e o Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN.
“O nosso objetivo organizar e humanizar o trânsito, evitando acidentes e oferecendo segurança para quem trafega”, disse Professora Sonia. 
Com uma frota que ultrapassa 35 mil veículos, em Jaru os acidentes são cada dia mais frequentes o que preocupa as autoridades competentes.
Dados do Hospital Municipal revelam que de janeiro a julho de 2014 foram registrados quase 900 atendimentos em decorrência de acidentes no trânsito.
“Além de garantir que o tráfego seja organizado, queremos salvar vidas”, falou o gerente de trânsito Neir de Carvalho.
Segundo Celio Dionizio representante da empresa Sinaltran, responsável pela execução da obra, o serviço será cumprindo rigorosamente de acordo com o que rege o contrato, respeitando a qualidade técnica e em tempo hábil.
Participaram da assinatura da ordem de serviço, secretários municipais, o subcomandante do Corpo de Bombeiros, Sargento Ivanildo e representando o DETRAN Elmerson Pereira.
Outras ações para melhoria do trânsito
Recentemente foi implantado em três cruzamentos da cidade semáforos para controlar o tráfego, além disso, a prefeitura deve assinar ainda esse ano um convenio com a Polícia Militar que garante a fiscalização continua do trânsito em Jaru.
Também está tramitando na câmara de vereadores o projeto de Lei para a municipalização do trânsito, que irá possibilitar que o município receba recursos federais específicos para investimentos na melhoria do transito. A municipalização é obrigatória segundo a Lei 9.503/2007.
Fonte: Assessoria

STF MANTÉM CONDENAÇÃO DO SENADOR IVO CASSOL POR CORRUPÇÃO

Postado por willian monteiro 19 de setembro de 2014


unanimidade os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) mantiveram sem qualquer alteração o julgamento envolvendo o senador Ivo Cassol (PP), condenado a 4 anos e oito meses de prisão pelo crime de fraude a licitações. No entendimento da relatora, ministra Carmen Lúcia, o recurso de embargos de declaração, apresentado pela defesa de Cassol não teria condições de ser conhecido, uma vez que não havia qualquer omissão, contradição ou obscuridade a serem sanadas na decisão proferida em 8 de agosto do ano passado quando ocorreu o julgamento.

Além de Cassol, estão condenados Salomão da Silveira e Erodi Matt, respectivamente presidente e vice-presidente da comissão municipal de licitações, à época dos fatos. Os empresários denunciados foram absolvidos por falta de provas.

Para os ministros ficou comprovada a participação em esquema que beneficiava empresas em licitações para a contratação de obras no município de Rolim de Moura, entre os anos de 1998 e 2001, quando Ivo Cassol era prefeito da cidade.

Cassol foi condenado a 4 anos, 8 meses e 26 dias de detenção em regime semiaberto e ao pagamento de multa de R$ 201.817,05. Com relação ao mandato de senador da República, por maioria, decidiu-se pela aplicação do artigo 55, inciso VI e parágrafo 2º, da Constituição Federal, segundo o qual a deliberação compete à Casa Legislativa.
Salomão da Silveira e Erodi Matt foram condenados a 4 anos, 8 meses e 26 dias de detenção em regime semiaberto, multa de R$ 134.544,70 e à perda do cargo ou emprego públicos que eventualmente exerçam.
Fonte: RONDONIAGORA
Autor: RONDONIAGORA





A Policia Militar de Pimenta Bueno (RO) [município distante 518 quilômetros de Porto Velho] realizou uma busca e apreensão na residência de um homem de 29 anos de idade, e encontrou dois vasos contendo três pés de maconha plantados e uma lata onde havia também uma porção de maconha. A apreensão foi realizada na área urbana de Pimenta Bueno, no Bairro Pioneiros. O suspeito não foi preso mas assinou um termo de compromisso.
O delegado Arismar Araújo de Lima diz que um policial passou em frente à casa do suspeito e viu os pés da planta, na varanda, e informou à Polícia Civil que suspeitava que fosse maconha. Depois disso foi emitido um mandado de busca e apreensão.
Apesar da apreensão dos supostos pés de maconha, e da substância entorpecente, o suspeito não foi preso, pois de acordo com o delegado Araújo, plantação em pequena quantidade é considerada crime de menor potencial ofensivo. O ato se enquadra na Lei nº 11.343 (Lei de drogas), art. 28, §1º, onde o suspeito poderá ser advertido sobre os efeitos das drogas; prestar serviço comunitário ou cumprir medida educativa de comparecimento a programa ou curso educativo.
“O suspeito foi encaminhado à delegacia, junto com os itens apreendidos, porém, apenas assinou um termo circunstanciado, confirmando que o mesmo é usuário de droga. Em seguida ele foi liberado”, explicou o delegado.
Uma porção da planta foi enviada ao laboratório da Policia Técnica em Porto Velho, para a emissão de laudo definitivo de constatação da droga. O restante da planta será incinerada em Pimenta Bueno, após a emissão do laudo.

PRF apreende 1,5 kg de Cocaína Pura

Postado por willian monteiro


“A perseverança dos Policiais Militares de ficar mais de 24 horas acordados e a interação dos PRF’s, foram primordiais para o sucesso desta Operação”, destacou o Chefe do Núcleo de Inteligência do 2º BPM, Tenente Elias Araújo.

Em conjunto entre a PM e a PRF, que iniciou na manhã do dia 17, no Posto de Fiscalização da PRF e terminou na tarde de hoje, dia 18, nas ruas de Ji-Paraná, resultou na apreensão de 1,5 Kg de “Cocaína Pura” e na prisão de dois suspeitos. Um deles é morador do Rio Branco e o outro é taxista em Pimenta Bueno. Participaram da Operação Policiais Militares do Serviço Reservado, Guarnições de Rádio Patrulha, GOE e PRF, tendo o apoio incondicional da Central de Operações da PM.

Por volta das 08h00, no Posto de Fiscalização da Polícia Rodoviária Federal, em Ji-Paraná, uma Guarnição da PRF abordou um veículo Gol, do Acre, que viajava sentido Porto Velho/Ji-Paraná. Durante uma busca, os policiais observaram um certo nervosismo por parte do motorista, identificado como Julivaldo Nascimento dos Santos, de 25 anos.

Na revista rápida e superficial no carro, os policiais não encontraram nada de ilícito, porém acreditando que havia algo de errado, os PRF’s solicitaram apoio ao Serviço de Inteligência da Polícia Militar do 2º BPM.

Então, estrategicamente, o veículo foi liberado e, desde então, os PM’s começaram a monitorar o suspeito. Depois de 26 horas ininterruptas de acompanhamento e monitoramento, os PM’s conseguiram flagrar um taxista de Pimenta Bueno, identificado como Valdir da Fonseca, pegando uma certa quantidade de drogas de dentro do veículo Gol. Transação esta, ocorrida no Pátio do Posto Vitória 03, na saída para Presidente Médici.

Os policiais esperaram os veículos se separar e ambos foram abordados em lugares diferentes. No porta-malas do táxi, os policiais encontraram 1,5 kg de Cocaína Pura, mais conhecida como “Brilho”, categoria de droga que possui o maior valor da espécie. Já no veículo Gol, foi encontrado apenas os vestígios da droga, que estava escondida dentro de um estepe.

Diante da situação, o acreano Julivaldo Nascimento dos Santos e o pimentense Valdir da Fonseca, receberam voz de prisão e foram conduzidos para a 2ª Delegacia de Polícia.
Fonte: Comando 190

A Polícia Civil, através da Delegacia de Patrimônio, orienta a população sobre um dos golpes mais antigos do Brasil, o denominado “conto do bilhete premiado”. Mesmo sendo antigo, os dados indicam que o referido golpe ainda vem sendo praticado com constância e vitimando pessoas em todo o Brasil.

Calcula-se que, além dos casos registrados, muitos deixam de ser levados ao conhecimento da polícia porque o fato é de certa forma vexatório para os incautos que se deixam vitimar pela ação dos estelionatários.

A delegada Ingrid da Silva Brito esclarece que, caso o cidadão seja abordado por alguém desconhecido dizendo ter sido premiado em loteria, rifa ou jogos, apresentando um suposto cartão/bilhete premiado, fique atento porque esse é o início da ação dos estelionatários.

Na verdade trata-se de uma armadilha visando induzir a pessoa a entregar dinheiro ao titular do cartão/bilhete em troca do mesmo, que na verdade se trata de documento fraudulento.  Em tais situações não dê maior atenção e procure o auxílio preferencialmente da polícia.

Os golpistas agem em bando e fazem um verdadeiro teatro às vítimas, inclusive com repartições de “papéis”.  Em Porto Velho a ação se dá da seguinte forma: uma mulher aparentemente simples e humilde se aproxima da vítima dizendo que ganhou na loteria, mas por pertencer a uma determinada denominação religiosa não pode receber o prêmio.

Durante a abordagem um terceiro elemento, também golpista, junta-se à conversação, demonstrando ser uma pessoa esclarecida, algumas vezes se apresentando, inclusive, como advogado, e oferece ajuda. Após muita conversa acabam convencendo a vítima a comprar o suposto bilhete premiado.  Na expectativa de obter vantagem econômica, muitas vezes a pessoa acaba por comprar o bilhete, havendo registros de vítima que chegou a pagar até R$ 70.000,00 (setenta mil reais).

A Polícia Civil reitera à população dinheiro não aparece de forma fácil, então é sempre bom desconfiar de qualquer eventual ganho financeiro.
Fonte: Assessoria

1992014-104854-cassol_stf2.jpg
Por unanimidade os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) mantiveram sem qualquer alteração o julgamento envolvendo o senador Ivo Cassol (PP), condenado a 4 anos e oito meses de prisão pelo crime de fraude a licitações. No entendimento da relatora, ministra Carmen Lúcia, o recurso de embargos de declaração, apresentado pela defesa de Cassol não teria condições de ser conhecido, uma vez que não havia qualquer omissão, contradição ou obscuridade a serem sanadas na decisão proferida em 8 de agosto do ano passado quando ocorreu o julgamento.

Além de Cassol, estão condenados Salomão da Silveira e Erodi Matt, respectivamente presidente e vice-presidente da comissão municipal de licitações, à época dos fatos. Os empresários denunciados foram absolvidos por falta de provas.

Para os ministros ficou comprovada a participação em esquema que beneficiava empresas em licitações para a contratação de obras no município de Rolim de Moura, entre os anos de 1998 e 2001, quando Ivo Cassol era prefeito da cidade.

Cassol foi condenado a 4 anos, 8 meses e 26 dias de detenção em regime semiaberto e ao pagamento de multa de R$ 201.817,05. Com relação ao mandato de senador da República, por maioria, decidiu-se pela aplicação do artigo 55, inciso VI e parágrafo 2º, da Constituição Federal, segundo o qual a deliberação compete à Casa Legislativa.
Salomão da Silveira e Erodi Matt foram condenados a 4 anos, 8 meses e 26 dias de detenção em regime semiaberto, multa de R$ 134.544,70 e à perda do cargo ou emprego públicos que eventualmente exerçam.
Fonte: RONDONIAGORA
Autor: RONDONIAGORA

O prefeito de Rolim de Moura, César Cassol (PP), não poupou criticas durante o protesto de administradores na sede da AROM. Ele disse que a bancada federal dos estados atua hoje de forma limitada as determinações do Palácio do Planalto.
 
César Cassol afirma que em sua cidade, a Prefeitura perdeu mais de R$ 5 milhões em repasses do FPM só no ano passado, mas que nem assim, os investimentos deixaram de ser feitos. Em tom de desabafo, o prefeito falou que não depende exclusivamente dos repasses federais, e lamentou a burocracia para a liberação das emendas parlamentares. “Tem caso de emenda para o meu Município que até contratei a empresa para as obras, mas a verba não apareceu. Sou um prefeito independente, não preciso de ninguém. Não estou preocupado com o mandato, e sim com o povo”, garante.

O câmpus de Rolim de Moura/UNIR divulga a homologação do resultado final do processo seletivo de estagiários referente ao Edital Nº. 01, de 10 de março de 2014.

    O documento de homologação pode ser acessado logo abaixo, bem como encontra-se publicado nos murais do câmpus.

Arquivos
Clique no link para fazer o download
     Homologação do Resultado Final

Desmoronamento ameaça ponte na BR 364

Postado por willian monteiro

O perigo iminente de mais desabamentos levou o prefeito Rodrigo Damasceno a decretar situação de emergência no município.
É grave a situação de quem mora às margens do rio Tarauacá por causa do processo de erosão provocado pelas constantes cheias e vazantes. O desmoronamento atingiu 16 casas do bairro Luis Madeiro, das ruas Lauriete Borges e 31 de Maio, e ainda ameaça a estrutura da ponte do rio Tarauacá, na BR-364, a 400 km de Rio Branco (AC), que teve sua encosta afetada.

A ponte, construída no governo de Binho Marques, foi inaugurada há três anos pelo governador Sebastião Viana e é considerada um cartão postal da rodovia, além de ser uma das mais importantes na ligação entre os municípios ao longo da BR-364. O perigo iminente de mais desabamentos levou o prefeito Rodrigo Damasceno a decretar situação de emergência no município.

Segundo informações da Coordenadoria Municipal da Defesa Civil 16 famílias estão desabrigadas e foram amparadas pelo aluguel social da prefeitura, e mais de 180 em situação iminente de risco por causa do processo de erosão. 

O rio Tarauacá corta os bairros Ipepaconha, Senador Pompeu, Luis Madeiro e bairro dos Borges e Corcovado. 

De acordo com a prefeitura, no ano de 2014 o município de Tarauacá teve o nível de chuvas elevado em mais de 40mm. É o maior volume dos últimos três anos.
Fonte: Luciano Tavares/Rio Branco (AC)

No inicio da tarde desta quarta-feira (09) um veículo Saveiro Cross que seguia no KM 35 da BR-429, sentido São Francisco do Guaporé à Seringueiras caiu dentro do rio Manoel correia.
Segundo a condutora do veículo, no momento que se aproximou da ponte o pneu dianteiro do lado direito estourou, ocasionando a perca da direção.

O carro entrou no rio na parte de cima da ponte nova e como a correnteza estava muito forte, foi arrastado por debaixo da ponte e só parou quando bateu na ponte velha. A motorista que estava sozinha no carro conseguiu abrir o vidro e sair de dentro antes do carro afundar e não sofreu nenhum ferimento.

Populares que passavam pelo local ajudaram a DRª Tereza Fonseca a tirar os pertences que estava dentro do veículo.

Uma pá carregadeira da prefeitura de Seringueiras que estava trabalhando próximo ao local prestou apoio ajudando o guincho a tirar o carro de dentro do rio.













A Prefeitura de Rolim de Moura esclarece à população que o contrato de coleta de lixo terceirizada com a empresa Castrol, terminou no último dia 31 de março. Como haviam diversas reclamações da sociedade, do poder legislativo deste município e principalmente uma insatisfação da administração municipal com o trabalho que a mesma vinha apresentando na cidade, o prefeito Cesar Cassol optou por não renovar o contrato por novo período.
 
Assim, o município tratou de contratar emergencialmente uma empresa de mesmo porte, que custará menos para os cofres municipais e acima de tudo que será cobrada diuturnamente pela melhoria dos serviços de coleta de resíduos no município. Sendo assim, ninguém ficará sem esse serviço em Rolim de Moura.
 
Prefeitura de Rolim de Moura - Departamento de Imprensa

Na noite da última quinta-feira o Tribunal Superior Eleitoral selou o futuro do ex-senador Expedito Júnior ao responder a Consulta 38063 formulada pelo Deputado Leandro Velloso (PMDB-GO).
 
Em suma, Leandro questionou o TSE :“se caso o candidato for detentor de inelegibilidade decertada por força de decisão judicial, com prazo certo e determinado que se expirará antes do dia das eleições, porém com término posterior à data do requerimento do registro de candidatura, pode ser deferido o registro de sua candidatura no momento de sua apresentação, considerando que no dia das eleições estará elegível? Ou se o registro ficaria sub judice até a cessação da inelegibilidade?”.
 
A Consulta foi relatada pelo Ministro Marco Aurélio de Mello, e sob seu voto condutor o Tribunal Superior Eleitoral entendeu que fatos supervenientes à data limite para o registro devem ser considerados e aplicado o art. 11, parágrafo 10 da Lei 9.504, incluído pela Lei 12.034/2009, que diz que “As condições de elegibilidade e as causas de inelegibilidade devem ser aferidas no momento da formalização do pedido de registro da candidatura, ressalvadas as alterações, fáticas ou jurídicas, supervenientes ao registro que afastem a inelegibilidade”.
 
Expedito foi condenado a perda do cargo de senador , ficando inelegível pelo período de 8 anos. Assim sua inelegibilidade só cessará em 1o de outubro de 2014, após o período de registro e antes das eleições.
 
Claramente se beneficia do novo entendimento do TSE , que já havia sido adotado em alguns casos esparsos. Como a Resposta à Consultas vira resolução , que tem força de lei e deve ser aplicada pelos TRE’s, não é mais questão de jurisprudência,o que dá grande segurança sobre sua viabilidade política.
 
A dúvida que tanto agitava a política em Rondônia parece ter chegado a um fim. A superveniência do fim de inelegibilidade de Expedito deverá ser considerada no momento em que pedir o seu registro. Agora só cumpre a ele e seu partido definirem seu futuro.

A Prefeitura de Rolim de Moura não vai fechar suas portas nesta sexta-feira (11) em apoio ao movimento da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e AROM, Associação Rondoniense de Municípios. O movimento paredista tem o objetivo de chamar atenção do Governo Federal para a situação das cidades de todo o Brasil, que segundo as duas instituições passam por dificuldades por conta da queda de arrecadação.
O prefeito Cesar Cassol optou em não fechar as portas da prefeitura e não paralisar os serviços públicos por que, segundo ele, a população – quem seria mais prejudicada – não tem culpa desse tipo de ação política. Com isso, escolas, creches, o hospital municipal, os postos de saúde e todas as secretarias deverão continuar o trabalho e o atendimento normalmente. O chefe do poder executivo disse que não é contra o movimento, mas que buscará lutar por recursos de outra maneira.

Na manhã desta quarta-feira, 9, por volta das 07h10, a Polícia Militar, foi acionada a comparecer  no Instituto Federal de Rondônia (IFRO), no município de Colorado do Oeste, onde denúncias ao Ministério Público Federal davam conta que os ônibus que transportam os alunos estão em péssimas condições de conservação.
 
De acordo com os denunciantes os veículos apresentam: vidros quebrados, falta de cinto de segurança, pneus carecas, entre outras irregularidades. Ao proceder à abordagem aos veículos, os policiais constataram a veracidade das informações.
 
Com isso, os proprietários dos coletivos foram autuados, por crime de infração de trânsito. Os empresários se comprometeram a solucionar os problemas o mais rápido possível.

Em ofício encaminhado nesta segunda-feira, dia 07/04, ao secretário de Estado da Educação, Emerson Castro, a direção do Sintero reitera a cobrança pela atualização das progressões dos trabalhadores em educação, pelo pagamento da Licença Prêmio em pecúnia, e pelo cumprimento da Lei do Piso Nacional do Magistério, bem como pela agilização do pagamento da Licença Prêmio aos trabalhadores em educação atingidos pelas enchentes dos rios de Rondônia.
 
As progressões, a Licença Prêmio e o Piso Nacional, são benefícios previstos em lei, e precisam ser cumpridos pelo governo.
 
Todas essas cobranças já constam da pauta de reivindicações dos trabalhadores em educação, apresentada ao governo, mas até agora não atendida.
 
O presidente do Sintero, Manoel Rodrigues, disse que é preciso intensificar cada vez mais as cobranças com a finalidade de pressionar o governo a fazer o pagamento do que é devido aos trabalhadores em educação.
 
Além do ofício, as cobranças serão intensificadas pessoalmente, seja em audiência na Seduc, seja através do contato com o próprio governador Confúcio Moura.
 
Manoel esclareceu, no entanto, que a cobrança desses itens elencados no ofício não diminui a importância das demais bandeiras de luta do Sintero.

Terremoto de 5.1 graus é registrado a 89 km de Tarauacá, AC

Postado por willian monteiro 8 de abril de 2014

Um terremoto de 5.1 graus de magnitude foi registrado no Brasil, a 89 km da cidade de Tarauacá (AC), a 551 km de profundidade.
O evento ocorreu as 12h27 desta última segunda-feira (7) pelo horário de Brasília e teve seu hipocentro localizado abaixo das coordenadas 8.17S e 71.57W, a 89 km de Tarauacá, 125 km de Ipixuna (AM) e 127 km da cidade de Rodrigues Alves (AC).

Unir realiza 4ª chamada do processo seletivo 2014

Postado por willian monteiro 7 de abril de 2014

A Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR) comunica que as matrículas dos candidatos classificados no Processo Seletivo 2014 - com ingresso no 1º semestre -, em 3ª chamada para Porto Velho, Guajará-Mirim, Cacoal, Ji-Paraná e Rolim de Moura, serão realizadas pela Diretoria de Registro e Controle Acadêmico (DIRCA) e suas Secretarias (SERCAS) no período de 09 e 10 de abril de 2014de 9h às 11h30 e das 14h às 17h30.

    Para efetuar a matrícula, o candidato deve apresentar os documentos, originais e cópias, da carteira de Identidade; CPF; Título de Eleitor e comprovante de votação na última eleição; certidão de quitação com o serviço militar (para candidatos do sexo masculino); certidão de nascimento ou casamento; histórico escolar de Ensino Médio; certificado ou diploma de conclusão de Ensino Médio; comprovante de inscrição do ENEM ou Boletim de Desempenho do Candidato na Avaliação do Enem (disponível em http://sistemasenem2.inep.gov.br/resultadosenem/); ficha de cadastro impressa e devidamente preenchida (http://www.academico.unir.br/noticias_arquivos/7389_ficha_de_matricula___dirca.pdf); comprovante de entrega da documentação – comprovante de matrícula (http://www.processoseletivo.unir.br/index.php?pag=concursos&id=112).

    Os candidatos cotistas devem apresentar, também, documentação comprobatória (conforme Anexos II, III, IV Edital N.º 005 de 30 de Dezembro de 2013 (disponível em http://www.processoseletivo.unir.br/index.php?pag=concursos&id=112).

     Confira a lista de candidatos da 4ª chamada de matrícula do Processo Seletivo 2014 acessando o arquivo abaixo.

Arquivos
Clique no link para fazer o download
     Edital de Matrícula 4a. chamada - 1o. semestre

Pages